PEPETELA É FINALISTA DO PRÊMIO OCEANOS 2019

 PEPETELA, consagrado escritor angolano, é finalista no prêmio OCEANOS 2019, com o romance SUA EXCELÊNCIA, DE CORPO PRESENTE.

Nesse surpreendente romance finalista do Oceanos, Sua Excelência, de corpo presente, publicado pela D. Quixote em 2018, o protagonista é um ditador africano já morto.Pepetela, a partir das reflexões do defunto, em seu próprio velório, nos apresenta um quadro político e social de um país africano.

Pepetela esteve no Brasil recentemente para lançar o romance O quase fim do mundo, e para divulgar O cão e os caluandas, ambos publicados pela Kapulana em 2019. Participou de várias atividades, como sessões de autógrafos e bate-papos com leitores. Concedeu também entrevistas.

“Aquilo que li, vivi e fui aprendendo influencia, sim. Muito da minha vida está nesses livros.”

PEPETELA (Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos) nasceu em Benguela, Angola, em 1941. Estudou em Portugal e depois, por motivos políticos, esteve na França e na Argélia, onde militou na representação do MPLA (Movimento Popular pela Libertação de Angola). Em 1969, vai para Angola e participa ativamente da luta de libertação do país africano. Em Cabinda foi simultaneamente guerrilheiro e responsável no setor da educação, quando adota o nome de guerra Pepetela, adotado depois como pseudônimo literário. Em 1972, foi transferido para a Frente Leste de Angola, onde desempenhou a mesma atividade até ao acordo de paz de 1974 com o governo português. Seu primeiro livro, As aventuras de Ngunga, foi escrito em 1973, durante a guerrilha. Após a independência do país, exerceu cargos no governo, na área de educação, tendo sido vice-ministro de Educação.

De 1973 até agora não parou de escrever obras de ficção, muitas delas premiadas.

Para saber um pouco mais sobre o autor e seus livros, veja:

http://www.kapulana.com.br/pepetela/