MARTINHO DA VILA

O autor – MARTINHO DA VILA

MARTINHO DA VILA, Martinho José Ferreira, nasceu em Duas Barras, Estado do Rio, em 12 de fevereiro de 1938. Filho de lavradores da Fazenda do Cedro Grande, veio para o Rio de Janeiro com apenas quatro anos, e foi morar no Morro dos Pretos Forros, numa localidade chamada Boca do Mato.

É músico, ativista cultural e escritor. Desde 1965, suas atividades culturais e musicais estão vinculadas à escola de Samba Unidos de Vila Isabel, daí seu nome artístico – Martinho da Vila. Ficou conhecido nacionalmente a partir de 1967, quando se apresentou no III Festival da Record, com o partido alto “Menina Moça”. A partir de então, sua vasta produção musical cresceu e foi reconhecida nacional e internacionalmente. Particularmente, Martinho da Vila dedicou-se, e dedica-se, a incentivar o intercâmbio cultural entre os países de língua portuguesa, por meio de sua discografia e em turnês a países como Moçambique e Angola.

Como escritor, Martinho da Vila tem livros publicados desde 1986, tanto de ficção quanto de não ficção, lançados no Brasil e em Portugal, e alguns deles traduzidos para o Francês. Tem se dedicado ao romance e à crônica, com regular colaboração para jornais e revistas. 

Continua em plena atividade como artista e como escritor, fazendo turnês nacionais e internacionais, e, em 2019, lança pela Kapulana seu mais novo livro, 2018 – Crônicas de um ano atípico.

OBRAS DA KAPULANA

OUTRAS PUBLICAÇÕES

  • Vamos brincar de política? São Paulo: Editora Global, 1986. (Infantojuvenil)
  • Kizombas, andanças e festanças. São Paulo: Leo Christiano Editorial, 1992 / Editora Record, 1998. (Autobiográfico)
  • Joana e Joanes, um romance fluminense Rio de Janeiro: Zfm Editora, 1999. (Romance). Publicado em Portugal com o título de Romance fluminense, pela Eurobrap, 1999, e na França com o título de Joana et Joanes: romance dans l’etat de Rio, pela Yvelinédition, 2011.
  • Ópera Negra. São Paulo: Editora Global, 2001. (Ficção). Publicado em francês com o título de Opéra Noir du Brésil, pela Yvelinédition, 2013.
  • Memórias póstumas de Teresa de Jesus. Editora Ciência Moderna, 2003. (Romance)
  • Os lusófonos. Editora Ciência Moderna, 2005. (Romance). Publicado em francês com o título de Lusophonies: La langue portugaise dans le monde, pela Yvelinédition, 2015.
  • Vermelho 17. Rio de Janeiro: Zfm Editora, 2007. (Romance)
  • A rosa vermelha e o cravo branco. São Paulo: Cia Editora Nacional, 2009. (Série Lazuli Infantil)
  • A serra do rola-moça. Rio de Janeiro: Zfm Editora, 2009. (Romance)
  • A rainha da bateria. São Paulo: Cia Editora Nacional, 2009. (Série Lazuli Infantil)
  • Fantasias, Crenças e Crendices. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna, 2011. (Literatura Musical)
  • O nascimento do samba. Rio de Janeiro: Zfm, 2013. (Literatura Musical)
  • Sambas e enredos. Rio de Janeiro: Zfm Editora, 2014. (Literatura Musical)
  • Barras, vilas e amores. São Paulo: Sesi, 2015. (Romance)
  • Conversas cariocas. Rio de Janeiro: Malê, 2017. (Crônicas)

PRÊMIOS E HOMENAGENS

  • Título honorário de Embaixador Cultural de Angola e Embaixador da Boa Vontade da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa), por ser um incentivador das relações linguísticas do Português e divulgador da lusofonia.
  • Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura.
  • Título de Doutor Honoris Causa, pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).
  • Comendas mineiras Tiradentes e JK. É Comendador da República da Ordem do Barão do Rio Branco, em grau de Oficial.