MARIANA RHORMENS é atriz graduada em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, doutoranda e mestra no Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena na UNICAMP com o projeto intitulado “Um olhar sobre as máscaras de Mapiko: apropriação técnica, simbólica e criativa da máscara”, com orientação de Matteo Bonfitto Júnior. Durante tal pesquisa, realizou trabalho intensivo em Moçambique onde aprofundou estudos sobre máscaras de Mapiko. Foi integrante da companhia Pic & Nic com as peças ‘Panos e Lendas’ e ‘Avoar’; e da Cia. Av. 2 com a peça ‘Uma Sociedade’. Atualmente participa da Cia Buzum! e do Grupo Desembargadores do Furgão, que desenvolve pesquisa com máscaras balinesas e moçambicanas. É integrante do grupo musical Samba de Dandara que explora sambas, afoxés, a musicalidade afro-brasileira e o papel da mulher dentro desse universo. É também fotógrafa e ilustradora de obra infantil.

OBRA DA KAPULANA:

Ovelha colorida, 2019. [Ilustrações em parceria com Felipe Tognoli.]

PARTICIPAÇÕES EM EVENTOS DA KAPULANA

Participou de vários espetáculos musicais para lançamentos de livros da Kapulana, com uso de máscaras e instrumentos musicais africanos, como:

Março de 2016: Lançamento: O rei mocho, de Ungulani Ba Ka Khosa.

Agosto de 2016: Encenação dramático-musical: O caso de Pedro e Inês… (literatura de cordel), de Francisco M. Silveira.

Março de 2017: Contação de história: O casamento misterioso de Mwidja, de Alexandre Dunduro.

Maio de 2017: Performance musical sobre livros moçambicanos da série Vozes da África (IEL-Unicamp):
vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=V1SipA2jl5Q
fotos: http://www.kapulana.com.br/03052017-editora-kapulana-na-unicamp-ii-jornada-de-teoria-literaria-e-estudos-africanos/

Outubro de 2017: Lançamento de Kambas para sempre, de Maria Celestina Fernandes.

Março de 2018: Lançamento de “Na Aldeia dos Crocodilos” e “O caçador de ossos”, na Mostra de Literatura Negra, na Galeria Olido, em São Paulo, SP